terça-feira, agosto 24, 2010

A origem do nome

Informação retirada do Tubo d'Escape do meu primo, que por sua vez a retirou do Açúcar Amarelo da minha irmã. Aqui vai,

«O meu bom amigo José Francisco, investigador nato, enviou-me isto:

Charraz

A origem deste apelido segundo consta teve origem num oficial francês vindo a Portugal nas invasões napoleónicas. O apelido Charraz em Portugal teve com toda a certeza sua origem no Alentejo mais concretamente na região de Serpa.Referência histórica:Maria da Soledade Cardoso Charraz Sant'Anna (nascida em Setúbal) era filha de José António Charraz, negociante e de Maria Elisa Nunes Cardoso, doméstica. José António Charraz , nascido em 1860, era natural de Santa Maria de Serpa, sendo filho de Bento da Cruz Charraz, ganadeiro, e de Maria dos Remédios Chorão, doméstica que casaram em 1852. Era neto por parte paterna de João Mideiro Charraz, natural da Corte do Pinto , termo de Mértola e que segundo algumas fontes terá nascido no inicio do Séc. XIX, e de Maria da Cruz Velladas. João Mideiro Charraz devendo assim, ser filho do dito oficial francês já referido.No entanto já no ano de 1728, é referido Francisco Marcos Xarraz, Familiar do Santo Ofício, quando este pediu autorização para se casar com Margarida Teresa Cordovil, natural de Setúbal, filha de Estêvão Afonso Cordovil e de Catarina Teresa Rouboa. O que pode de facto ter acontecido foi uma evolução da grafia “Xarraz” para “Charraz” e o apelido já existir no Séc. XVIII, aparecendo o primeiro Charraz com a actual grafia apenas no inicio do Séc. XIX.Na França segundo alguns genealogistas não é encontrado o apelido Charraz, suspeita-se que este terá evoluído para “Charrat”.Obrigada, Zé, em meu nome e em nome da minha família. Agora que já tenho vaidade no Charraz (orgulho já tinha, é o nome do meu avô), vê lá se descobres uma referência histórica para o nome 'Zélia', para ver se esse desgosto me passa.»

Mana, não te sintas desgostosa com o nome, acho que nunca te conseguiria chamar outro nome. Nomes invulgares são para pessoas especiais.

Obrigado José, Rogério e Zélia.

Bejo

Patricia

2 comentários:

antipodas disse...

O meu avô chamava-se Bento da Soledade Xarraz e era de Brinches, Serpa. Casou com Maria Catarina Janeiro e tiveram seis filhos, todos eles já com o apelido Charraz (com "ch" e não "x"). Muito provavelmente, ainda somos parentes! Quanto ao orgulho no nome, eu também gosto muito do meu Charraz e passei-o para a minha filha.

Patrícia disse...

Os meus filhos também tem o meu Charraz, uma vez que também gosto muito do nome. A família de minha mãe é de Brinches, a do meu pai de Serpa. Provavelmente somo mesmo da mesma família. Que interessante.